Exercício como prevenção do Câncer de Próstata

Autora: Dra. Germana V. M. Martiniano

Anualmente no mês de novembro, ocorre o Novembro Azul, campanha de conscientização sobre algumas doenças mais incidentes no sexo masculino. O foco principal da campanha é na prevenção e no diagnóstico precoce do Câncer de Próstata. Entretanto quando se fala na prevenção deste câncer, a mídia foca na prevenção secundária que seria o diagnóstico precoce da doença, afinal a maioria das campanhas tenta desmistificar o exame do toque retal, pois ainda é grande o número de homens que não o realizam mesmo sabendo da sua importância.

Hoje estou aqui para falar de prevenção primária de doenças, ou seja, o conjunto de ações que visam evitar o desenvolvimento de uma determinada doença numa população. E quando se fala em evitar uma enfermidade, não pode deixar de falar de hábitos de vida (alimentação saudável, realização de atividade física, manutenção de um sono restaurador, manejo do estresse e suporte psicossocial). Em relação aos hábitos de vida, vou enfatizar nos efeitos positivos da atividade física como prevenção do Câncer de Próstata. Afinal Exercício é Medicina, como diz o slogan de umas das campanhas de saúde do Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM).

A atividade física é capaz de realizar uma série de modificações que possui um efeito tanto preventivo, quanto pode diminuir a recorrência naquelas pessoas que já tiveram a doenças.

Entre os mecanismos de ação estão:

  • Mudanças na composição corporal e acúmulo de gordura visceral;
  • Correções de desregulações metabólicas como alterações nos níveis de insulina, glicose e IGF;
  • Alterações no níveis de adipocinas (leptina e adiponectina) e hormônios sexuais (estrogênio e testosterona);
  • Combate à inflamação crônica silenciosa (interleucina-2, interleucina-6, fator de necrose tumoral, proteína C reativa);
  • Melhora no sistema imunológico;
  • Combate ao estresse oxidativo que causam danos no DNA e são responsáveis por mutações genéticas, causando alterações em genes que deveriam ser supressores dos tumores;
  • Alterações nas proteínas de choque térmico, que possuem um efeito de destruir a produção de proteínas errantes.

Todos já captaram os benefícios da atividade física, mas não podem esquecer que toda pessoa, independente de ser sedentária, esportistas ou atleta de alto rendimento; de ser saudável ou possui uma doença específica deve fazer acompanhamento com médico do esporte com a realização de exames específicos para liberação esportiva.

Fontes:
1. Curr Opin Urol. 2017 Oct 18. doi: 10.1097/MOU.0000000000000460
2. J Mol Med (Berl). 2017 Oct;95(10):1029-1041. doi: 10.1007/s00109-017-1558-9. Epub 2017 Jun 15

Dra. Germana V. M. Martiniano

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe um comentário

Recentes

Todos
A história da Odontologia

A história da Odontologia

11 de abril de 2019
Nutricionista e Nutrólogo é a mesma coisa?

Nutricionista e Nutrólogo é a mesma coisa?

11 de abril de 2019
A história da Psicologia

A história da Psicologia

11 de abril de 2019
O que é a Gastroenterologia?

O que é a Gastroenterologia?

11 de abril de 2019
Categorias